A Verdadeira Vida em Deus

152

Caderno de Anotação 16

A Verdadeira Vida em Deus

6 de outubro de 1987

escuta, Vassula, todo o céu ressoa com Meus gritos, Meu desejo é inabalável, ele deve ter chegado a teus ouvidos; dese- jo flexibilidade, como vos unireis se sois inflexíveis? quero unir Minha Igreja, tu Me sentirás e escutarás Minha Voz? Meu Deus, por que não permitis aos chefes da Igreja conhecerem Vossa Mensagem? Eu o farei, filha; embeleza Minha Igreja; ama-Me, Ecclesia reviverá! (Vi uma bela imagem de Jesus, Majestoso, Glorificado, triunfante como um Rei, mos- trando-Me um sinal com Sua Mão erguida, e fazendo umoutro comSeus Dedos levanta- dos como se estivesse indicando VITÓRIA.) Jesus, gostaria de reparar toda ofensa profe- rida contra nossa Bendita Mãe. Não suporto ouvir as ofensas de Vossas criaturas contra Ela, especialmente a dos ministros. Preferi- ria ver minha cabeça rolar e defendê-La. Vassula, Eu te deixarei compreender como o Amor sofre ouvindo essas ofensas; Vassula, saiba-se que Eu, o Senhor, honro Minha Mãe e os que A ofendem saibam que Ela é a Rainha do Céu e que Eu, o Senhor, coloquei em Sua Cabeça uma coroa de doze estrelas; Ela reina, bem-amada, e isso está escrito em Minha Palavra; Eu honro Minha Mãe e, assim como Eu A honro, vós deveis honrá-La; Eu te amo; nós dois, Minha Mãe e Eu te abençoamos; Senhor, o pastor negou que Ela seja nos- sa Santa Mãe e que devemos venerá-La. 8 de outubro 1987 Jesus? Eu sou;

(Senti-me pobre e eu o sou. Não estou agra- dando a Deus por causa de minha ignorân- cia e lerdeza em compreender. Não estou feliz comigo mesma. Ele tinha muita razão quanto ao fato de eu ser “de longe” a mais miserável das criaturas. Agora, detesto con- tar como isto começou, pois parece que estou falando de mim mesma. É desagradável, muito desagradável! Mas alguns amigos e algumas pessoas quiseram saber o início de tudo, portanto fui obrigada a contar-lhes. Ao continuar minha narração, porém, não conseguia deixar de menosprezar-me sem- pre que falava de mim, a ponto de decidir não mais explicar como tudo começou, evi- tando, portanto, falar de mim. Eles podem descobrir isso com outras pessoas, pensei. Se estão curiosos, não serão satisfeitos por mim. Se quiserem ler porque acreditam, Deus os iluminará. Não serei minha pró- pria testemunha. Deixarei tudo nas mãos de Deus. Ele torna possível, o impossível, então, a partir de agora, serei apenas Seu lápis e papel, Sua secretária, uma secretária ensinada por Ele a amá-Lo e a anotar Suas palavras, serei Sua tábua de escrever.) sim, sê Minha tábua de escrever deixan- do-Me gravar em ti Minha Palavra; sê dócil, porém, para que Minha Palavra possa ser profundamente gravada em ti; (Tinha-me esquecido e estava sentada no chão; Ele olhou para mim, lembrando- -me... ajoelhei-me.) amo-te, Vassula, juntos, tu e Eu, estamos partilhando Minha Cruz; ouve-Me, Vassula, és a bem-amada de Minha Alma, não compreendeste ainda? sente, sente como Eu, teu Deus, te amo, Minha filha, Minha esposa bem-amada;

(Senti Jesus envolvendo-me Nele.)

Made with