A Verdadeira Vida em Deus

Caderno de Anotação 30

A Verdadeira Vida em Deus

303

não olhes acima de Meu ombro, 1 para ver o que vem a seguir; olha para aquilo que o hoje te oferece;

-te de proclamar e transmitir Minha Mensagem ao mundo, mas lembra-te de que não peço que os convenças; dei- xa que aqueles que têm ouvidos, ouçam; portanto lembra-te, filha, de todas Minhas instruções; nós?

Senhor, é errado planejar?

disse-te para não te preocupares com o amanhã; não te preocupes, confia em Mim; desejaria que compreendesses que, deixando-Me espaço para soprar em ti, Eu Me sentirei livre para reali- zar Minha Obra; desejaria que, um dia, compreendesses plenamente que tudo o que tens vem de Mim, e que é Minha Obra, não tua; sem Mim és incapaz, até mesmo, de piscar teus olhos, portan- to abandona-te a Mim; não deixes tua subjetividade enganar-te; amo-te e não te deixarei cair; deseja-Me e nada mais; aceita o que tens e tudo que te dei; não dês ouvi- dos à tagarelice das pessoas; confia em Mim, pois esta é Minha Obra; a sub- jetividade sempre te conduzirá errada- mente; deixa que as coisas aconteçam como se acontecessem por si próprias, esse é o modo como trabalho; não “for- ces” as coisas e os acontecimentos; for- çando-os, tu também Me forças; por- tanto fica e permanece um nada, deixa tudo vir de Mim; Senhor, como posso saber a diferença entre “inspiração” e “subjetividade”. É difícil. bem-amada, digo-te isto: vem ter Comi- go antes de cada passo que queiras dar; vem e consulta-Me, reza ao Espírito San- to de Conselho; e quero dizer cada pas- so, tudo o que quiseres empreender, vem primeiro a Mim, Eu te guiarei; jamais planejes sozinha; Vassula, reza por discernimento; não te apresses, tracei Meus Planos antes mesmo de nasceres; filha, encarreguei- 1   Preocupada com o próximo encontro.

ICqUS

Sim, Meu Senhor.

28 de dezembro de 1988

(Esta é uma mensagem para o grupo.)

Eu sou o Senhor; Minhas flores, ficai em Paz, pois Eu, vosso Senhor, sou a Paz; Minha criação bem-amada, como Eu te amo! és precio- sa para Mim; vós, a quem chamei de flo- res, crescei, crescei em Minha Divina Luz; rezai por vossos irmãos que ainda não viramMinha Luz; rezai por sua conversão; flores! pretendo irrigar-vos; sim! Meu riacho se transformará em um rio e Meu rio se transformará em um oceano de Paz e Amor; disse que enviarei Minha Luz a toda parte, e que “ainda derramarei a instrução como uma profecia e a transmi- tirei às gerações futuras”; 2 Eu sou vosso Consolador e Aquele que mais vos ama; flores, sei que viveis em um período de trevas, no qual essa escuridão traz apenas sofrimentos, calamidades e aridez; foi dito que nesses tempos, muitos perde- riam o sentido do Divino, que viveriam a seu modo e que seriam incapazes de dis- tinguir o bem do mal; flores, quando uma alma enche-se com materialismo e agarra-se ao que o mundo tem para lhe oferecer, então, ela permitiu-se ser preenchida pela Escuri-

2   Eclo 24, 33.

Made with