A Verdadeira Vida em Deus

Caderno de Anotação 32

324

A Verdadeira Vida em Deus

Eu sei, mas deixa-Me aperfeiçoar-te; vês? 1 Eu sou Amor; juntos agora, Eu e tu, tua mão na Minha Mão; não deixarei tua mão, para que te lembres de Minha Presença; vem, nós?

sou tua Vida; estares ligada a Mim, te favorece; Eu te lançarei mais profunda- mente emMeu Sagrado Coração e condu- zirei tua alma à perfeição; portanto, agrada-Me desse modo, abandonando-te em Minhas Mãos; sê confiante; vem, delicia-Me e louva-Me; Minha Mãe, que é tua Mãe também, te protege; filha, bendize-A; nunca deixes de rezar; (Mais tarde, durante o dia, senti-me exausta. Eu tinha a impressão de que a tarefa que Deus me confiou, me esmaga. Serão estes sacrifícios úteis para alguma coisa? Ou serão em vão? Terei ainda esta força para prosseguir como se jamais pudesse parar? Ou, um dia, acharei que ela é opressiva e desistirei?) tem Minha Paz; ouve-Me, a Sabedo- ria instruiu-te, não tenhas medo; sê feliz porque te escolhi para compar- tilhar Meus sofrimentos; Minha Cruz tão preciosa repousa em ti; Eu preciso repousar, nada do que me dás será em vão... nada será em vão; estou sendo Glorificado; permanece Minha vítima, bem-ama- da vítima, a quem Meu Pai favoreceu para partilhar Comigo Minha Cruz de Paz e Amor; tuas tribulações como vítima não serão leves, neste mun- do; percebe que não mais pertences a esse mundo, e esse é o motivo porque o mundo te reprovará, por não seres como eles; esquecendo-se de como seus corpos se transformarão em cin- zas, eles te ridicularizarão; guarda-te, pois, do murmúrio inútil; 2 tudo o que te peço é partilhares, partilhares por Eu Vos adoro, meu Deus. adora-Me sempre;

Sim, Senhor.

então, deixa-Me ouvir isso;

ICqUS

(Mais tarde, em Lourdes. Fomos visitar a gruta onde Nossa Senhora apareceu a Santa Bernadete. Visitamos a Cripta, que foi a primeira igreja construída depois das aparições. Lá, tive uma locução interior de Nossa Santa Mãe, Ela disse:)

“No fim, Nossos Corações triunfarão;”

26 de março de 1989

(Depois de minha visita a Garabandal.)

Eu te pedi para santificares Garabandal; levei-te lá e agora tu o fizeste; lembra-te, Meus Caminhos não são os vossos, Eu te ensinei a te abando- nares inteiramente a Mim e a deixares espaço para Meu Espírito soprar em ti, vês? Eu jamais te esquecerei; pretendo fazer uso de ti até o fim, até o cumpri- mento de tua missão; deixa Meu Dedo repousar em ti, permitindo assim, que os desejos de teu Deus sejam gravados em ti; Minha rosa, Eu te amo; vindo a Mim desse modo, tu guardas Meus Preceitos, tu Me ofereces tua Vontade; tem-Me em primeiro lugar, não contes jamais o tem- po que passas Comigo; deseja sempre estar em constante ligação Comigo, Eu

1  Senti um afetuoso derramamento do amor de Deus cobrindo-me. Foi maravilhoso!

2  Sb 11.

Made with